Cura do câncer? Nanopartículas podem queimar apenas células cancerígenas

31/10/2017 12:15:20

Pesquisadores criaram nanopartícula auto reguladora que reduz a temperatura antes de queimar as células saudáveis

Pesquisadores criaram uma nanopartícula capaz de se aquecer e matar células cancerígenas sem agredir células saudáveis. A nova tecnologia pode aproximar a cura do câncer. Os cientistas são da University of Surrey da Inglaterra, e da Universidade de Tecnologia Dalian, na China.

A nanopartícula é feita de zinco, cobalto e crômio e é auto reguladora. A auto regulação permite que o calor chegue de 42°C à 45°C. Dentro dessa temperatura, células de tumores podem ser enfraquecidas ou mortas sem afetar os tecidos. Quando os 45°C são alcançados, a temperatura começa a ser reduzida automaticamente.

“Hipertermia magnética é uma técnica tradicional de tratar tumores malignos, mas a dificuldade no controle da temperatura restringe significantemente seu uso”, afirma o Dr. Wei Zhang, professor associado da universidade chinesa. A nanopartícula ultrapassa esse empecilho.

“Essa técnica pode revolucionar a maneira como tratamos as pessoas que têm câncer. Se conseguirmos manter o tratamento em uma temperatura alta o bastante para matar células cancerígenas enquanto é baixa o suficiente para não agredir tecidos saudáveis, preveniremos os danos colaterais mais sérios do tratamento”, disse o professor Ravi Silva, Head do Instituto de Tecnologia Avançada da University of Surrey.

Os pesquisadores afirmaram no release informativo que as nanopartículas possuem baixa toxicidade e é pouco provável que causem dano permanente ao corpo humano.

Fonte: StartSe

Tags: #Saúde #Câncer